E as respostas sopraram na direção certa…

Sinto muito educadores que me instruíram e ensinaram tanto – e ainda me alimentam de conhecimento. Aos 24 dias do mês de Abril de 2012, tive uma overdose de sabedoria em apenas 1 hora e 45 minutos. Não apenas eu, mas mais de 7 mil pessoas!

Dizem que a vida é um constante aprendizado, mas é o que acontece nela que torna essa viagem tão proveitosa e valorizada. Naquela noite gelada, aprendi que ninguém canta o blues como Blind Willie McTell, aprendi que quando você não tem nada, não há nada a perder, aprendi que o destino possui simples guinadas e que muitas coisas são possíveis na Auto-Estrada 61 e por aí vai.

Quando o Bardo subiu ao palco, pude ver algo entre orelhas e cabeleiras que atrapalharam a minha visão, enxergava apenas a sombra de um senhor com um chapéu. Diziam que era Dylan, mas e se não fosse? Só porque de suas cordas vocais saiam a letra de LeopardSkin PillBox Hat ”? Como será que ele é? Será que é de verdade? Mas afinal, qual Dylan veio?
Enquanto minha visão estava  encoberta, tentava decifrar o que vinha à mente dos espectadores a minha volta. O cara perto do palco poderia estar
vendo o garoto do Newport Folk Festival de 1962. A garota ao meu lado poderia estar vendo o bardo na transição para sua fase elétrica. Um senhor narigudo um pouco mais a frente poderia estar assistindo a um judeu em sua fase gospel ou qualquer outra coisa.
Uma pessoa que morreu e nasceu tantas vezes pode atiçar a imaginação daquele bando formado por indivíduos tão diferentes, mas unidos por um objetivo
comum: ver a lenda ao vivo.

(Print do vídeo do show do dia 24 de Abril, em Porto Alegre)

Enfim, com um jeitinho, foi possível ver ELE. Tornando o momento e a noite únicos. Sim, a partir de agora é a.D./d.D. (Antes de Dylan/Depois de Dylan). Minha vida se divide assim, a partir de agora. Não só a minha, mas como a de sete mil e quinhentas pessoas. Elas receberam o diploma de um professor que ensinou tanto em tão pouco tempo em uma “aula presencial.” Mas na realidade, ele está ensinando há quase 50 anos a distância. Entretanto, o mais importante é que todas as perguntas e dúvidas que temos e teremos um dia nessa Universidade da Vida têm suas respostas soprando ao vento e vindo na direção certa: em nós.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: